Mãe Possível

Mãe Possível

Carminha Levy & Laura Bacellar

Sinopse:
Esta é uma obra de neo-xamanismo, que ensina práticas ancestrais adaptadas para as cidades. Em A mãe possível, as mulheres encontram um caminho completamente diferente, que usa as forças instintuais, inconscientes, dos símbolos e da conexão com o sagrado para resolver os problemas do cotidiano.

  • R$39,00

  • ISBN: 9788571872202
  • Formato: 23 x 16 cm
  • Páginas: 184
  • Selo Ground
  • Disponibilidade: POD
  • Autor: Carminha Levy & Laura Bacellar

Carminha Levy é psicóloga transpessoal, psicodramatista, terapeuta corporal, arte terapeuta e mestra xamã desde 1981. É introdutora do neo-xamanismo no Brasil e criadora do xamanismo matricial, uma vertente das práticas xamânicas que restaura o poder do feminino. Fundou em 1990 a Paz Geia Instituto de Pesquisas Xamânicas, a primeira escola de xamanismo brasileira.

Laura Bacellar é escritora e editora de livros, sendo praticante de xamanismo desde 1998. É autora de variadas obras, desde infantis até adultas, inclusive Escreva seu livro, dirigida a autores iniciantes, e Mãe d’água, uma história juvenil escrita com o índio Tkainã sobre a cultura dos cariris, dando ênfase às suas tradições xamânicas.

"Esse livro nasceu para aplacar a culpa que as mães sentem por não serem perfeitas. Elas querem trabalhar para poder dar o melhor às suas crianças, mas querem também estar em casa quando os filhos precisam dela. Anseiam por uma carreira e o respeito que uma profissão bem exercida traz, mas ao mesmo tempo buscam aquela conexão ancestral, pele com pele, com seus filhos. E em todos os momentos sentem-se julgadas, divididas, incapazes de corresponder ao que o mundo espera delas como mães. Seu sentimento de culpa é avassalador. Como as mulheres bem sabem, o uso da força de vontade e da determinação dos pensamentos – como indicado em tantas obras – nem sempre causa uma mudança no mundo real. Em A mãe possível, é sugerido um caminho completamente diferente, que usa as forças instintuais, inconscientes, dos símbolos e da conexão com o sagrado para resolver os problemas do cotidiano. Esta é uma obra de neo-xamanismo, que ensina práticas ancestrais adaptadas para as cidades. Com exercícios simples e uma série de exemplos, as mulheres aprendem como entrar num estado alterado de consciência xamânica onde se alinham com seus ancestrais, dialogam com seres míticos e arquetípicos, acessam seus animais de poder e as forças que vêm da natureza para modificar a realidade a partir do mundo simbólico e começar a traçar um caminho de mais parceria e afetividade. Problemas como dificuldade de dar limites aos filhos, de ser pai e mãe ao mesmo tempo, de educar sem sufocar, de fazer parceria com o cônjuge para cuidar das crianças são abordados – e resolvidos – de uma nova forma, não mental, com o coração. Todas as práticas aqui ensinadas fazem brotar alegria e leveza no exercício de ser mães possíveis e não idealizadas.
 *As autoras escreveram um ANEXO à obra, para elucidar as leitoras interessadas sobre o conteúdo das viagens xamânicas que deram origem ao livro, veja o texto na íntegra na aba ao lado."

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
    Ruim           Bom
Imagem antispam