100 Jogos Cooperativos

100 Jogos Cooperativos

Christine Fortin

Sinopse:
Os jogos cooperativos favorecem o trabalho de equipe, a harmonia, a colaboração e a partilha. Este livro propõe uma centena de jogos (adaptáveis de acordo com o local, perfil e número de participantes e que podem ser aplicados nas atividades escolares, de recreação e lazer) que sugerem um novo posicionamento sobre a atividade física, o jogo e mesmo sobre a vida, por seu fundamento de participação de todos e êxito coletivo.

  • ISBN: 9788571872103
  • Formato: 28 x 21 cm
  • Páginas: 144
  • Selo Ground
  • Disponibilidade: Em estoque
  • Autor: Christine Fortin

Christine Fortin foi animadora e diretora de acampamentos diurnos durante mais de 15 anos. Atualmente ela dirige sua própria empresa de formação e criação de jogos.

"Desde que o mundo é mundo, a humanidade sobrevive porque os seres humanos colaboram e cooperam. A cooperação é portadora de valores de futuro, um meio de se responsabilizar, estimular a solidariedade e o auxílio mútuo. Ela é importante para os seres humanos e onipresente e, ainda que muitas vezes não se saiba reconhecê-la, constatamos que podemos conseguir grandes coisas quando somos solidários e visamos o êxito coletivo. Mas o que entendemos por cooperação? Estamos em presença de uma situação de cooperação quando duas pessoas ou mais unem seus esforços para realizar um objetivo comum. Uma atividade cooperativa precisa da interdependência dos participantes, que buscam em conjunto atingir um objetivo concreto, mas com um objetivo subjetivo subliminar, mas não menos gratificante: o partilhar, a troca e a solidariedade. Por outro lado, todas as crianças brincam e todos os adultos já foram crianças. Esta máxima descreve a necessidade social e individual de jogar e brincar. Seja jogando cartas, monopólio, xadrez, palavras cruzadas, esconde-esconde, olhos vendados, bola, dardos, seja desenhando ou praticando qualquer outro jogo, todos gostaram ou ainda gostam de se reunir para passar o tempo livre de forma divertida, interessante e instrutiva. Para o adulto, o jogo é antes de tudo uma ocasião para relaxar, socializar e descansar, uma ruptura com o cotidiano. Para as crianças, é uma forma de desenvolver o corpo e o espírito. Neste contexto, os jogos cooperativos favorecem os trabalhos de equipe, a harmonia, a colaboração e a partilha. Estes valores se opõem aos valores atualmente privilegiados por nossa sociedade, como a competição, o melhor resultado e o elitismo. De forma geral, a cooperação oferece a possibilidade de repensar nosso posicionamento sobre a atividade física, sobre o jogo, e mesmo sobre a vida, visando a participação de todos e o êxito coletivo. A partir deste livro, os valores cooperativos podem ser aplicados nas atividades escolares e de recreação, assim como em todas as atividades de lazer. Esta obra propõe uma centena de jogos, adaptáveis de acordo com o local, clima, perfil e número de participantes e a sua prática contribui certamente para uma sociedade mais consciente, harmoniosa e humana."

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
    Ruim           Bom
Imagem antispam