Téo Azevedo

Téo Azevedo

Amelina Chaves

Sinopse:
A trajetória artística e pessoal de Téo Azevedo, o cantador de Alto Belo, é revisitada neste livro, da escritora e historiadora Amelina Chaves, que é, ao mesmo tempo, uma antologia poética e um resumo biográfico. Autor de mais de um milhar de cordéis, compositor gravado por alguns dos maiores valores da nossa música, produtor musical premiado, devoto dos Santos Reis e divulgador das tradições populares, a vida de Téo Azevedo é um tributo à cultura no que ela tem de mais autêntico e necessário. Uma vida de verso e viola, à disposição dos leitores sensíveis ao seu talento e dos amantes do Brasil multifacetado.

  • R$39,00

  • ISBN: 9788572171724
  • Formato: 21 x 14 cm
  • Páginas: 256
  • Selo Aquariana
  • Disponibilidade: Em estoque
  • Autor: Amelina Chaves

Amelina Chaves, mineira, dedicou toda a sua vida à arte, cultura e à luta pela preservação das nossas raízes. Escritora que transita por vários gêneros, publicou até ao momento 17 livros, entre eles “O menino que sonhava com as estrelas” (infantil) e “Diário de um marginal” (contos). É membro da Academia Monteclarense de Letras e de várias outras entidades de 16 estados brasileiros.

"O poeta Téo Azevedo, músico e compositor, membro da Academia de Letras, Ciências e Artes do São Francisco e sócio do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros, é um produtor de literatura de cordel. Ele produz uma literatura de cordel de alto nível. Téo Azevedo, como afirma, nasceu poeta e apoia a instalação do cordel como ferramenta cultural obrigatória nas escolas. Partindo do pressuposto de que “o poeta nasce feito”, para ele, para fazer literatura de cordel o interessado tem que ter nascido com o dom da poesia. A poesia, no cordel, não acompanhou as mudanças trazidas pelo modernismo. Nela devem encontrar-se presentes a métrica e a rima, que segundo Téo Azevedo deve estar no sangue do poeta. José Lins do Rego e Guimarães Rosa, principalmente, foram influenciados pela literatura de cordel. Téo Azevedo já escreveu e publicou mais de mil folhetos e pequenos livros com literatura de cordel. No ano do centenário de Guimarães Rosa ele nos brindou com “Os cem anos de Guimarães Rosa”. O compositor e violeiro Téo Azevedo está presente na música popular brasileira, com inúmeras músicas gravadas por artistas como Gonzagão, Sérgio Reis, Zé Ramalho, Jair Rodrigues e tantos outros. Ele é o responsável, o grande incentivador da Folia de Reis de Alto Belo, município de Bocaiúva, Minas Gerais."

Escreva um comentário

Nota: HTML não suportado.
    Ruim           Bom
Imagem antispam