Palavra-Chave: respeito, literatura, direito, conto

Princesa Sapo, A (Reconto russo)

  • ISBN: 9788572171243
  • Formato: Livro Impresso
  • Páginas: 24
  • Selo: DeLeitura
  • Autoria: Forjaz, Sonia Salerno (Organizador)
  • Disponibilidade: Livro
  • Preço: Livro: R$ 29,50 | E-Book:

Sinopse

No conto russo, A Princesa Sapo, um rei e seus três filhos vivem num lindo palácio. O pai quer ver os filhos bem casados e organiza uma espécie de jogo com arcos que escolherá ao acaso suas esposas e definirá seus destinos. Porém, o que Ivan, o príncipe caçula, não previa é que, no pântano, um sapo recolheria sua flecha e com ele se casaria.

Descrição

Outros títulos da coleção: A Magia do Amor – Reconto Chinês; O Anel Mágico – Reconto Indiano; Búkolla, a Vaca Encantada – Reconto Viking. Sobre o projeto a proposta da coleção Lanterna Mágica é resgatar histórias de paisagens e costumes distantes na época e na geografia. São contos que por si só instigam a imaginação, porém, na ausência de repertório sobre tão distintas culturas, quisemos dar ao leitor referências claras sobre seus contextos. Para isso, buscamos artistas. Artistas nossos, artistas próximos, atuais e atuantes. Os textos vieram de longe, os artistas não: representam o alto nível do ilustrador brasileiro. Traduzindo palavras em imagens, eles nos revelam suas interpretações artísticas. O resultado não podia ser melhor. Textos e traços dialogam entre si e com o leitor, coroando o trabalho de todos. Sobre o Ilustrador Edu Mendes nasceu em 1976, em São Paulo e sempre quis ser um mágico. Estudou e viajou pelos quatro cantos do mundo em busca das melhores fórmulas, mas foi no Brasil que ele descobriu o melhor encantamento: uma poção colorida chamada aquarela. Edu se juntou a outros magos do Garagem Hermética e do Quarto Mundo e com eles conquistou dois prêmios: um HQMIX (2008) e um Jayme Cortez (2009). Edu estudou Arquitetura e Artes Plásticas na Academia Brasileira de Arte, na FAAP e na USP. Sobre as ilustrações para “A Princesa Sapo”, Edu se inspirou em pintores russos, assistiu a filmes de czares, príncipes e bruxas e optou pelo desenho a lápis e pela aquarela para as ilustrações, em composições de cores complementares. Edu não mora em uma casa com pés de galinha, mas gosta de pensar que trabalha com poções mágicas e que suas pinturas são capazes de transformar sapos em príncipes e princesas.